Vale refeição: suas vantagens e o que diz a lei

Em princípio, é comum empresas oferecerem alimentação para seus funcionários. Afinal, esse aspecto é um diferencial que as organizações dispõem para atrair e reter talentos. É aí que entra o Vale Refeição.

Portanto, caso uma empresa não ofereça alimentação para seus funcionários, dificilmente conseguirá atrair talentos de regiões mais distantes que não podem voltar até sua residência para almoçar. E que, também, não dispõem de recursos suficientes para almoçar fora todos os dias.

Pensando nisso, algumas empresas passaram a construir refeitórios. O que se tornou além de altamente custoso, um verdadeiro problema. Desa forma, além da empresa precisar se preocupar com sua atividade central, passou a preocupar-se também com estoques de alimentos e contratação de mão de obra especializada nessa área.

Então, por causa de todo esse transtorno, surgiu o vale refeição como uma excelente alternativa para as empresas atraírem talentos distantes e não precisarem se preocupar com a logística relacionada à alimentação deles.

Tudo sobre vale refeição

O que é

O VR, nada mais é que um benefício concedido pela empresa para os seus trabalhadores. Ele funciona como um complemento salarial, embora sua obrigatoriedade não esteja prevista em lei.

Entretanto, em alguns casos, ele pode estar previsto em convenções coletivas de um determinado setor, ou no contrato de trabalho. Nesse caso, ele torna-se obrigatório.

Vantagens

  • Atrair e reter talentos;
  • Diminuir a rotatividade;
  • Incentivar a qualidade de vida dos colaboradores;
  • Manter o clima organizacional alto;
  • Aumentar o diferencial competitivo da empresa;
  • outros.

Lei sobre o Vale Refeição

O Vale Refeição é, no entanto, um benefício não obrigatório pela Lei. Porém, muitas empresas já o adotam. De acordo com o artigo 458 da CLT, o valor do vale refeição está incorporado ao salário, veja um trecho:

Art. 458 – Além do pagamento em dinheiro, compreende-se no salário, para todos os efeitos legais, a alimentação, habitação, vestuário ou outras prestações “in natura” que a empresa, por força do contrato ou do costume, fornecer habitualmente ao empregado. Em caso algum será permitido o pagamento com bebidas alcoólicas ou drogas nocivas.” (Redação dada pelo Decreto-lei nº 229, de 28.2.1967).

Fale com a gente

Queremos ajudar a sua empresa e encontrar o plano perfeito para o perfil dela. Contamos com profissionais especializados que poderão indicar o tipo de vale refeição que mais se adequa ao orçamento de seu negócio.