Seguro de carga: o que é, como funciona e qual a sua importância

Primeiramente, muitos são os riscos que as empresas correm ao transportar cargas. Por exemplo, perdas causadas por acidentes ou furtos e roubos durante o trajeto.

Além da mitigação de riscos, há modalidades na quais este tipo de seguro é obrigatório. Portanto, a contratação dele garante o cumprimento da legislação vigente.

Em suma, o seguro é importante tanto para diminuir perdas como para cumprir a lei.

O que é o seguro de carga?

É uma modalidade que garante uma indenização para a empresa em caso de prejuízos durante o transporte.

A princípio, isso pode acontecer em diversas modalidades de transporte como:

  • Terrestre
  • Ferroviária
  • Marítima
  • Aérea

Qual a sua importância?

Por transportar cargas envolver riscos, o seguro de carga é essencial para a empresa. Afinal, durante o trajeto a mercadoria pode:

  • Ser extraviada
  • Avariada
  • Roubada
  • Furtada
  • Danificada em virtude de acidentes.

Segundo dados compilados pela NTC&Logística, o prejuízo com transporte de cargas chega a 1 bilhão de reais por ano. E, em panorama nacional, os produtos mais visados são: produtos alimentícios, cigarro, eletro eletrônicos, produtos farmacêuticos, produtos químicos e autopeças.

Portanto, esses riscos precisam ser gerenciados. E para isso é preciso adotar um conjunto de medidas preventivas.

Primeiramente, o objetivo dessas medidas é diminuir o risco. E, por isso, o seguro de carga precisa fazer parte desse gerenciamento.

Como funciona o seguro de carga?

Antes de tudo, existem duas categorias que contratam o seguro de cargas:

  • Embarcadores;
  • Transportadores.

O embarcador é o proprietário da mercadoria.

Ele é, portanto, o responsável por controlar e acompanhar o transporte de forma gerencial.

Há, desse modo, dois tipos de seguro de carga para o embarcador:

  • Seguro de transporte Nacional – Garante o pagamento de indenizações em caso de danos e perdas durante a viagem;
  • Seguro de Transporte Internacional – Protege a empresa de riscos durante o transporte internacional de cargas.

O transportador, por outro lado, é quem realiza a movimentação da mercadoria. É ele o responsável pelo transporte da carga em si.

Para ele, existem outros tipos de seguro.

Um deles é o RCTR-C. Esse seguro cobre o transporte terrestre da carga.

Há também o RCF-DC. Esse é um seguro que cobre o desaparecimento da carga.

Ainda existem:

  • RCTR-VI – Cobre viagens internacionais
  • RCTF-C – Cobre viagens ferroviárias
  • RCTA-C – Cobre viagens aéreas
  • RCA-C – Cobre a carga.

Quais são os benefícios desse seguro?

O principal benefício é evitar prejuízos financeiros durante o transporte de carga. Dessa forma, a empresa tem mais precisão na gestão de custos.

Além disso, a contratação dessa modalidade está prevista no Comunicado nº 001/2018, de 16 de janeiro de 2018.

Esse Comunicado foi feito pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

Segundo o Comunicado:

“Toda operação de prestação de serviço de transporte realizada por quaisquer categorias de transportador rodoviário remunerado de cargas deve estar acobertada pelo seguro RCTR-C”.

Como contratar um seguro de carga?

A princípio, como a contratação pode acontecer para o transporte de uma única viagem ou para várias viagens. E, também, ter tipos diferentes, como por exemplo:

  • Apólices abertas
  • Apólices mensais
  • Embarque múltiplo.

É importante contratar uma empresa que entenda do assunto e ofereça comercialização e assessoria profissional.

Sendo assim,

Fale com a gente!

Afinal, a Vida Segura tem uma das melhores coberturas e assessoria de transporte de carga do Brasil.