Seguro de Vida Individual: por que ter um

O cenário mundial sofreu uma transformação ao longo do último ano. Uma questão está muito presente no cotidiano das pessoas: Como preservar a vida e garantir o futuro da família? A aquisição de um seguro de vida individual tem sido a resposta para essa questão.

De acordo com dados da FenaPrevi (Federação Nacional de Previdência Privada e Vida), a venda de seguros de vida no Brasil movimentou mais de R$ 4 bilhões de reais em julho de 2020. Um aumento de 8% se comparado com o mesmo período de 2019.

Anteriormente, a falta de perspectiva no futuro, ou o desconhecimento sobre a importância de ter um seguro de vida individual eram motivos para que o brasileiro não pensasse em adquirir um seguro de vida.

Mas isso mudou. Entenda!

O que é seguro de vida Individual e sua importância?

Em linhas gerais o seguro de vida é um produto voltado para a proteção do patrimônio do segurado e da sua família.

De modo que, o seguro de vida individual prevê pagamento do capital segurado aos beneficiários em caso de morte do contratante. Isto é, caso o contratante venha falecer por determinado motivo, previsto na contratação do seguro, os beneficiários indicados recebem uma quantia já previamente estipulada pela seguradora.

O seguro de vida individual não entra em inventário em caso de morte do segurado. Por conta disto ele é uma maneira de garantir tranquilidade e estabilidade econômica aos herdeiros ou sucessores após a morte do segurado. De maneira que eles terão recursos suficientes para enfrentar o período do inventário dos demais bens. Ou até mesmo poupar o patrimônio que a pessoa adquiriu ao longo da vida e garantir o futuro da família.

Tipos de seguro de vida

Primordialmente os seguros de vida cobrem a morte natural e acidental. Contudo podendo ser utilizados eventualmente em casos de invalidez temporária ou permanente e pagar uma indenização no caso de diagnóstico de doenças graves.

A cobertura para invalidez temporária ou permanente, assim como o diagnóstico de doenças graves, depende de especificações nas condições gerais do produto quando da contratação do seguro.

Além disso existem diferenças entre as modalidades contratadas para o seguro de vida individual:

Seguro de vida tradicional

Este tipo de seguro de vida individual oferece ao segurado cobertura vitalícia. Entretanto as parcelas do seguro precisam ser pagas regularmente, pois pode-se cancelar este seguro por falta de pagamento.

O segurado pode decidir parar de pagar esta modalidade a qualquer momento, entretanto, além de não contar mais com o capital segurado em caso de falecimento ou qualquer evento coberto pelo seguro essa quantia já paga não é reembolsável.

Outro fator que deve ser levado em conta quando da contratação deste tipo de seguro é que ele pode ser reenquadrado conforme a idade do segurado. Da mesma maneira que ocorre nos planos de saúde.

Seguro de vida resgatável

Neste modelo de seguro de vida individual, após um determinado prazo de contribuição, o segurado poderá resgatar parte do valor pago nas parcelas do seguro de vida. Entretanto é preciso estar atento às condições gerais deste tipo de seguro de vida para que não haja o cancelamento da apólice a depender das regras do produto.

De antemão este seguro é mais caro que o seguro de vida tradicional. Esta modalidade é mais procurada por pessoas que já possuem um planejamento financeiro. Além disso buscam maior segurança para familiares no futuro.

Seguro de vida temporário

O seguro de vida temporário é um tipo de seguro com data definida para expirar. Esta modalidade de seguro é mais barata que o seguro de vida tradicional e serve para situações específicas. Como por exemplo, um jovem com filho pequeno que deseja possuir esta modalidade de seguro até a maioridade do filho.

Este tipo de seguro nunca é resgatável, porém pode ser indicado para quem não dispõe de recursos e quer estar tranquilo para realizar um planejamento a médio prazo.

Seguro de acidentes pessoais

O seguro de acidentes pessoais conta com coberturas mais simples: invalidez temporária e morte acidental. O valor do capital segurado é mais baixo. Assim como o valor pago nas parcelas deste seguro. Este tipo de seguro de vida individual é direcionado para pessoas que precisam mais de proteção contra invalidez do que morte.

Coberturas de um seguro de vida Individual

Em princípio o seguro de vida é para amparar os familiares e herdeiros em caso de morte do segurado. Entretanto as coberturas vão além:

  • Morte( natural ou acidental);
  • Invalidez (funcional ou laborativa, total ou parcial por acidente ou por doença);
  • Doenças Graves;
  • Diárias de Incapacidade Temporária (DIT);
  • Diárias por Internação Hospitalar (DIH);
  • Despesas Médicas, Hospitalares e Odontológicas
  • Auxílio ou assistência-funeral;

A Diária por incapacidade temporária (DIT)

A diária por incapacidade temporária é uma cobertura específica no seguro que garante ao segurado uma quantia caso a pessoa adoeça ou sofra algum acidente e por isso não possa trabalhar.

O pagamento é realizado por meio de diárias, de acordo com valor estipulado na apólice. Entretanto é necessário que fique comprovado o afastamento de atividades remuneradas por motivo de doença ou acidente pessoal que possuam cobertura na apólice.

Ainda assim é preciso estar atento às condições gerais do produto contratado. Já que há especificidades que variam de acordo com os riscos contratados:

  • Número máximo de diárias;
  • Riscos excluídos;
  • Carências, que variam de acordo com a doença;
  • Franquia.

Além disso, quando há contratação deste tipo de cobertura a seguradora pode pedir comprovação de renda, bem como analisar o perfil do contratante.

Pontos de atenção ao contratar o seguro de vida individual

Em suma, existem diversos tipos de seguro de vida individual. O modelo tradicional, o resgatável, o temporário e o acidentes pessoais são os mais conhecidos. É de suma importância observar a finalidade do seguro que você está contratando: 

  • Idade do segurado no momento da contratação;
  • Valor de capital segurado;
  • Não atrasar as parcelas do seguro de vida individual;
  • Ler as condições gerais;
  • Riscos e profissões excluídas;
  • Possibilidade de reenquadramento no valor do prêmio;
  • Indicação de beneficiários.

Fale com a gente

Queremos ajudar  você ou a sua empresa a proteger o patrimônio e sua vida. Conte com a gente!